Comando Vermelho, CV, Milícia, Traficantes e Milicianos

Bombeiros são ameaçados no Morro do Banco no Itanhangá na Barra da Tijuca

Na madrugada o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) do Rio de Janeiro foi acionado para atender a ocorrência de um homem de trinta e sete anos que cortou o pé, mas ao chegar à comunidade do Morro do Banco no bairro Itanhangá, que fica na região administrativa da Barra da Tijuca, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, um bonde de traficantes portando pistolas, revólver e fuzil, enquadraram a equipe de bombeiros.

Eles mandaram os bombeiros desligarem o giroscópio do veículo do SAMU e ordenaram que saíssem do carro. Três traficantes revistaram os bombeiros do pé a cabeça, e mais três ficaram escoltando a ação de longe.

Os traficantes, que são do morro do Banco, queriam matar os bombeiros ali mesmo, porque segundo eles: ”Bombeiro não tem vez. Tem que morrer“. Mas após receberem uma ordem pelo radiotransmissor de rádio, os traficantes libertaram a equipe de bombeiros, e os escoltaram para fora do morro, com um traficante armado de moto atrás.

Toda a ocorrência foi registrada no 16° D.P. (Departamento de Polícia) do bairro da Barra da Tijuca.

Os moradores e os comerciantes do Morro do Banco reclamam que tiroteios na região têm acontecido quase diariamente.

Segundo informações recebidas pelo Informe Mundo, há disputas de território entre a facção C.V. (Comando Vermelho) e a milícia, na região do morro do Banco, que é dominado pela facção CV.

O morro do Banco atualmente é dominado por traficantes foragidos do Complexo do Lins, que fazem parte da facção Comando Vermelho, e há suspeitas de que os bombeiros ameaçados poderiam fazer parte de milícias, o que teria motivado a ação dos traficantes da região.

Morro do Banco, Itanhangá, Barra da Tijuca, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro

Morro do Banco no bairro Itanhangá, que fica na região administrativa da Barra da Tijuca, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro.

Vários bombeiros estão associados a milícias, como por exemplo, o bombeiro da Praia da Fé em Ramos, que não é “dono” da região, mas manda e desmanda na localidade.

Sabe de mais alguma coisa? Comente!

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s